História

Uma sociedade
em homenagem ao Líbano

Em 1936, libaneses que moravam no centro de Porto Alegre se reuniram com libaneses do bairro São João, no Clube Caixeiral, localizado na Rua dos Andradas, nossa “Rua da Praia”. Tinham um propósito: fundar uma sociedade para homenagear o Líbano. Apesar de esta primeira reunião não ter sido tão bem sucedida, o “grupo do São João” decidiu fundar a Sociedade Libanesa em seu próprio bairro. Então, em 1º de setembro de 1936, na sede da Sociedade Recreativa 25 de Setembro, realizou-se a primeira sessão da assembleia geral, que culminou com a efetiva fundação da Sociedade.

Entusiasmados, realizaram um segundo encontro, desta vez no salão de festas da Igreja São João, no qual o objetivo era o de captar recursos para a aquisição de uma sede social. Assim, a alternativa foi de os sócios adquirirem ações mediante pagamento antecipado, tornando-se credores da Sociedade.

O objetivo foi atingido: foi escolhido o prédio onde funcionava o Colégio São João, na Rua Ipiranga (hoje Rua Dona Leopoldina). O imóvel pertencia ao Cônego Cleto Benvegnú e era bem avaliado, tendo um preço elevado. Porém, devido à Sociedade Libanesa se tratar de uma sociedade beneficente – conforme rezava no estatuto e a pedido dos sócios – num honroso gesto, o Cônego baixou consideravelmente o preço . Em sinal de agradecimento, Cônego Cleto Benvegnú foi aclamado sócio benemérito.

Para a inauguração da sede foi preparado um baile para com 300 convidados em 02 de fevereiro de 1937.

No início da década de 1950, o imóvel foi quitado e as ações resgatadas. Mas a sede precisava de uma grande reforma. Em 1952, deu-se início às obras de construção da nova sede. Para isso, foi alugada uma sede provisória da Rua Senhor dos Passos, no Centro de Porto Alegre. Para eventos e assembleias gerais eram utilizados lugares como o Clube do Comércio, Restaurante Renner e SOGIPA, que, na época, se localizava na Rua Alberto Bins.

Em 18 de setembro de 1954, no seu 18º aniversário, foi inaugurada a nova sede social do clube, já na Rua Dona Leopoldina.

Com o crescente número de associados,  foi ganhando força a possibilidade de ampliação da sede. Estudos foram feitos e foram surgindo espaços, como sala de jogos e biblioteca.

Começou o sonho de um parque esportivo. Depois de muita procura, em 1965, foi oferecido à Sociedade Libanesa o terreno onde hoje localiza-se a atual sede social, na Rua Barão do Rio Grande, no bairro Boa Vista. Foi  realizada uma assembleia geral para a tomada de decisão sobre comprar ou não o terreno.  Os associados optaram pela compra. Para fazer frente a esse novo compromisso, foi lançada a campanha de venda de “títulos de sócio remido”, categoria em que o sócio compraria o título por um valor mais alto e não pagaria mais mensalidades. Para ajudar a compor o valor da parcela da compra da nova sede,  também foram realizados eventos sociais e passaram a oferecer a locação do salão.

O projeto da nova Sede Social da Sociedade Libanesa foi feito pelo arquiteto Emil Bered, filho de libanês, sem custo ao clube, como forma de homenagear a entidade que representa a colônia libanesa de Porto Alegre.

Em 1977, após vários debates e incertezas, para levantar fundos para as obras da nova sede,  foi decidida e realizada a venda da sede da Rua Dona Leopoldina, adquirida pela SOGIPA.

As obras da atual sede da Sociedade Libanesa levaram 11 anos para serem executadas  graças ao trabalho e dedicação dos sócios. Cada etapa concluída tinha, de certa forma, a colaboração de um sócio. Cada etapa vencida era motivo de orgulho para aqueles que sempre acreditaram na conclusão da obra.

Muitas construções foram feitas: piscinas, bares, churrasqueiras, cancha de bocha, quadras de tênis, campo de futebol e jardins. Mas faltava ela: a sede social! Logo, em 17 de maio de 1997 esta sede foi  inaugurada com um jantar dançante.